Open Source Sofware

Trânsito

SMTT e Guarda Municipal evitam furtos e vandalismos em terminais de integração




26.04.21 13:09

 

Além das medidas para evitar a transmissão comunitária do coronavírus no sistema de transporte público da região metropolitana, a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) de Aracaju tem se preocupado com os constantes atos de vandalismo e furtos praticados nos terminais de integração da cidade.

 
No entanto, com denúncias e um trabalho preventivo, a Guarda Municipal de Aracaju (GMA), em parceria com a SMTT, efetuou, recentemente, algumas prisões em flagrante. Na última delas, uma pessoa que tentava furtar a fiação elétrica do Terminal de Integração do Mercado, na região central da capital, foi presa. 

Outra ação conjunta resultou também na prisão em flagrante de um suspeito que tentava furtar a fiação do cruzamento semafórico da rotatória do Sinhazinha. O superintendente da SMTT, Renato Telles, ressalta que as denúncias feitas pela população são importantes para o combate a esse tipo de prática. 

“A denúncia foi importante para a prisão do suspeito e contamos sempre com a colaboração da população para isso, mas o trabalho preventivo da Guarda Municipal também tem sido fundamental para coibir práticas ilegais nos terminais de integração. A atuação da Guarda e as denúncias evitam danos ao sistema de transporte coletivo e prejuízos aos cofres públicos”, enfatiza. Denúncias de casos suspeitos devem ser feitas à Guarda, pelo 153, ou à Polícia Militar, pelo 190. 

O diretor geral da GMA, subinspetor Fernando Mendonça, garante que a fiscalização nos terminais de integração continuará para evitar novos atos. “As equipes atuaram rapidamente, antes que o dano pudesse ser causado. O trabalho ocorre de maneira intensificada nesse local e será estendido aos demais terminais de integração da capital, em horários estratégicos, com foco na prevenção contra crimes dessa natureza”, disse.

Vandalismo e roubos


Desde o início de abril, a SMTT já registrou sete ocorrências de vandalismo, somente no Terminal do Mercado, como furto dos recipientes com álcool em gel, das lâmpadas e da fiação elétrica e destruição de parte das guaritas. Os banheiros do Terminal da Maracaju também foram vandalizados este ano. 

“A SMTT e a Guarda Municipal fazem esse trabalho preventivo, mas, infelizmente, ainda registramos casos de furtos e vandalismo nos terminais de integração. Quem utiliza o transporte coletivo acaba ficando prejudicado. Então reforço que as denúncias de casos suspeitos são fundamentais para coibirmos essas práticas ilegais”, ressalta o superintendente Renato Telles. 

O vandalismo ou depredação do patrimônio público são punidos pelo crime de dano tipificado no Artigo 163 do Código Penal Brasileiro, parágrafo único e incisos. Essa legislação prevê pena de detenção de um a seis meses ou multa para o cidadão que destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3